Outras Trilhas

Qual é a sua bússola?

Mosanblog: Moçambique pelas lentes de uma paulistana

Mosanblog: relato da vida em Moçambique pelas lentes de brasileira. Foto: Sandra Flosi

Neste post, o Outras Trilhas pega uma carona para Maputo com o Mosanblog,  blog recém-criado pela amiga Sandra Flosi para relatar sua vida em Moçambique.

Santa blogagem! Não preciso sair do Cerrado para percorrer as ruas de Maputo. Pelo menos, por enquanto.

Boa trilha, boa leitura!

Maputo, 25 de maio, 2010 – Desde que chegamos na cidade, em abril, muitos dias começam com 13° C e vento gelado, vindo do mar, mas sem deixar no ar o cheiro de água salgada que não tem para onde ir e, em outras cidades de praia, estaciona nas nossas narinas o tempo todo. Talvez essa vantagem se dê pela ausência de morros, que permite ao vento correr livremente pela cidade.

Cidade plana, que também permite aos seus exploradores andar livremente, sem sentir cansaço.

Depois, o sol vai se fortalecendo e às 9h30 chega a nos fazer lembrar que estamos na África.

Às 13h, o sol pega pesado. Por isso, a vida aqui faz pausa no almoço: o comércio, as instituições públicas, os bancos, tudo fecha. Abertos, praticamente só os restaurantes, onde clientes almoçam sem pressa.

Às 15h30 bancos e instituições públicas fecham as portas de vez. É justo observar que abriram às 7h30.

Os escritórios seguem até às 17h, quando já começa a escurecer e surge o frescor da noite.

O comércio fica até às 18h ou 18h30. Alguns mais ousados chegam às 19h de portas abertas. Mas a esta altura já é noite densa, com a iluminação das ruas prejudicada pelas copas das árvores que durante o dia amenizaram o sol. Quem pode, já está em casa. E dorme cedo, porque o dia começa cedo.

maio 26, 2010 Posted by | Outros relatos, Uncategorized | , , , , | 1 Comentário