Outras Trilhas

Qual é a sua bússola?

Assédio sexual e os disparates da justiça

Quando você imagina ter lido a sentença judicial mais absurda já proferida no mundo, há sempre algum juiz superando a marca das decisões estapafúrdias. Desta vez, o feito foi de um magistrado russo responsável pelo caso de assédio sexual denunciado recentemente por uma executiva de 22 anos em São Petersburgo. A mulher, cujo nome não foi divulgado, declarou ter sido expulsa de seu local de trabalho por seu chefe de 47 anos após ter se recusado a manter relações íntimas com ele, segundo o Telegraph.

Se ganhasse o processo, ela seria a terceira mulher na Rússia a vencer na justiça um caso de assédio sexual.

Mas o juiz responsável decidiu encerrar o caso. Falta de provas? Nada disso. O magistrado alegou que o empregador acusado não agiu de forma criminosa, mas…galante. E, em sua sentença, ofereceu a todos nós, simples mortais, uma perspectiva evolucionista em relação ao abuso do poder nos escritórios. “Se não tivéssemos o assédio sexual, não teríamos crianças no mundo.”

O que é mais crítico nessa situação é que, com sentenças como essa, a justiça fecha os olhos para um problema crônico no país. Segundo uma pesquisa feita na Rússia e citada pelo Telegraph, 100% das entrevistadas disseram que foram alvo de assédio sexual por seus chefes. Do total, 32% acabou tendo relações sexuais com os empregadores e 7% disseram que foram vítimas de estupro.

É frustrante saber que a justiça pode virar as costas para esse tipo de violência contra a mulher. Mas a arma contra esses abusos deve ser a denúncia.

Anúncios

agosto 11, 2008 - Posted by | Outros relatos | , , , , , , , , , , ,

3 Comentários »

  1. “(…)100% das entrevistadas disseram que foram alvo de assédio sexual por seus chefes. Do total, 32% acabou tendo relações sexuais com os empregadores e 7% disseram que foram vítimas de estupro.”

    O mais triste é que o número não me surpreende tanto quanto deveria.

    Comentário por ana | agosto 26, 2008 | Resposta

  2. 100% das entrevistadas disseram que foram alvo de assedio sexual por seus chefes

    Comentário por amanda | abril 14, 2009 | Resposta

  3. tredsawffgijhrewe

    Comentário por jjjjjjjj | abril 14, 2009 | Resposta


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: