Outras Trilhas

Qual é a sua bússola?

Muito debate e poucas certezas na Cuba transitória

Em um artigo publicado ontem (11), Fidel Castro alertou os cubanos que o retorno ao capitalismo eliminaria os ganhos sociais da revolução. Também criticou os “teóricos do acesso fácil aos bens de consumo”. As declarações de Fidel ecoam em meio a um ambiente de incertezas na ilha. O irmão de Fidel e atual presidente Cuba, Raúl Castro, assumiu a presidência há quase 20 meses, primeiro em um governo provisório e, depois, em um eleito. Desde então, tem realizado reformas no país – ainda que a conta gotas – como forma de arrefecer os ânimos e promover uma transição menos desordenada. Nos últimos dias, liberou a venda de computadores, eletrodomésticos e celulares e permitiu que cubanos se hospedem em hotéis. Também anunciou que estuda uma mudança no sistema de salários do Estado.

Os críticos qualificam as mudanças de cosméticas. Afinal, há outros problemas essenciais a serem resolvidos e, no final das contas, um cubano médio não tem dinheiro para comprar os produtos recém liberados. Mas, tem muita gente séria, que conhece bem a história do país, que considera as mudanças “profundas”. É o caso do historiador cubano Eusebio Leal.

O fato é que uma parcela da população quer ter direito aos benefícios que o sistema que rodeia a Ilha por todos lados parece oferecer. Principalmente as novas gerações de cubanos, que nasceram e cresceram depois da revolução. Não querem necessariamente empilhar bens de consumo em suas casas. Parece que desejam algo que para muitos de nós, fora da Ilha, pareceria básico. Como poder expressar livremente suas idéias ou não ter que pedir autorização do governo para sair do próprio país.

Ao mesmo tempo, há um ponto importante no discurso dos defensores do regime que deveria ser levado em consideração. Aqui, do lado de fora da Ilha, a maioria da população não tem direito ao “básico”. E por mais que seja difundida a idéia de que o capitalismo dá direito a todos de consegui-lo, não faltam pesquisas mostrando as barreiras existentes para pessoas que nascem e crescem em famílias pobres ou pertecentes a grupos raciais ou étnicos marginalizados. Educação de qualidade ainda não é algo básico que essas pessoas possam conseguir. Do lado de cá, também não temos respostas.

Por isso, uma outra frase dita por Fidel, traz um ponto importante: “Se o Império (é como ele se refere aos EUA) conseguisse um novo controle de Cuba, não sobraria uma única escola de estudos superiores criadas pela revolução para oferecer esse direito aos jovens; enviariam a maioria para cortar cana; é sua política declarada.” Retire as tintas castristas da frase e você vai ver que essa deve ser uma preocupação durante essa transição, mesmo para aqueles que são contra o regime tal qual como é.

Tenho acompanhado regularmente os blogs dessa nova geração, sedenta pela mudança. É o caso do blog Yoani Sanchez (Generación Y), o mais lido dentro e fora da Ilha, que bateu recentemente a marca de quatro milhões de entradas. Há também o Potro Salvaje. Eles refletem o lado inconformado e crítico da Ilha.

“Habito uma utopia que não é minha. Diante dela, meus pais entregaram seus melhores anos. Eu a levo sobre os ombros sem poder retirá-la dali”, disse Yoani em post no último dia 10. Tanto o post como os 1889 comentários que vieram depois dão uma pequena amostra da complexidade do debate. Uma complexidade que não vejo refletida na mídia que acompanha essa Cuba transitória.

A transição está aí, é uma realidade. Mas para qual realidade ela levará Cuba? É uma trilha que quero seguir de perto.

Anúncios

abril 12, 2008 - Posted by | Em Cuba | , , , ,

2 Comentários »

  1. Vai lá, amiga! Vê de perto e conta pra gente as felicidades e os desesperos desse povo especial. Liberdade versus “você tem sede de quê?” Tô contando com a intensidade dessa minha amiga, que não vive, senão pela paixão por viver, pra colocar esse debate no ponto certo. “Bebida é água, comida é pasto” com ou sem “é proibido proibir”? Será que endureceram sem perder a ternura, mesmo? Rs… Vai láaaaaaaa!!!! Tô feliz por você, amigaaaaaa!!!!!!!!!!
    !Fuerza en la búsqueda! Vc merece essa e outras trilhas!!! Besossss!!!!!!

    Comentário por ana carla | abril 14, 2008 | Resposta

  2. Ops, aguardo noticias sobre Cuba.
    Vamos nos falando.
    Samarone

    Comentário por Samarone | abril 14, 2008 | Resposta


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: