Outras Trilhas

Qual é a sua bússola?

México e os de fora

Em razão de trabalhos que tenho feito como jornalista freelancer aqui no México, tenho acompanhado as histórias de empresários mexicanos. Mas, como era de se esperar, é a cara da economia informal que vejo constantemente em minhas andanças.

Moro em uma vencidad (pequena vila) no bairro histórico de San Angel, que se distingue dos casarões vizinhos por sua simplicidade. A duas quadras daqui, está a Plaza San Jacinto, um dos pontos mais procurados pelos turistas aos sábados. Ali, todos os dias, vejos duas dezenas de trabalhadores parados, olhos no céu, olhos no chão. Soube depois que estão ali para oferecer seu trabalho. O governo está reformando a plaza e, além disso, pode surgir algum bico nos casarões coloniais. “Chamba” ou trabalho é o que eles querem.

Um novo estudo divulgado esta semana dá uma idéia da magnitude desse outro México, bem menos vibrante do que a trajetória internacional das grandes empresas locais. A informação é da Adital.

Segundo o Centro de Ação e Reflexão Trabalhista, atualmente, cerca de 12 milhões de mexicanos, ou 27% da PEA, trabalham no mercado informal. Em 2007, dos 895,130 empregos criados, 466,908 eram temporários. Os trabalhadores, tanto do campo quanto da cidade, recebem remunerações com baixo poder de compra. O preço da cesta básica aumentou 24.57% nos nove primeiros meses de 2007, enquanto o salário mínimo diminui 9%. Com o atual salário mínimo, o trabalhador só pode comprar a metade da cesta básica.

O documento revelou que 5 milhões de mexicanos vivem com menos de 50 pesos por dia, 9 milhões com menos de 100 pesos diários. Só 9 milhões de moradores do país vivem com mais de 3 salários mínimos. Os dados do relatório mostram ainda que dos 28 milhões de trabalhadores entrevistados na pesquisa, 12 milhões, ou 42%, não têm acesso aos serviços de saúde. Além disso, 12, 5 milhões deles trabalham mais de 48 horas por semana.

Anúncios

abril 11, 2008 - Posted by | Outra economia | , ,

1 Comentário »

  1. A América Latina se parece tanto… se bem que é mais irônico ainda no caso mexicano, com seus empresários globais e globalizados em número muito maior que no resto do continente.

    Comentário por Cesar Cardoso | abril 11, 2008 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: